A tristeza sempre me acompanhou, eu acho. Nunca conheci o que era a felicidade, porque para mim ela não existia. Meus dias eram normais, fumava os meus cigarros e lia os meus livros na varanda. Nada muito diferente até conhecer você. Eu só sabia fazer isso da vida e anotar em um caderninho velho algumas coisas sobre o que eu achava que seria a felicidade. Todas essas ideias eram nulas porque nenhuma delas chegava perto da grandiosidade do que é ser feliz. Eu tive esse primeiro contato com ela quando sorri ao ver você se aproximar, e fazer os meus dias nublados se tornarem ensolarados. Você me ensinou que ela estava em mim o tempo todo, só precisava de um empurrãozinho para aparecer. Só precisava de um motivo para sair daquele lugar apertado e escuro que é o meu abismo. Eu sou grata por ter me tirado da escuridão e ter me apresentado as vantagens de viver e principalmente por ter me dado uma chance de me salvar daquele mar de solidão em que a qualquer momento eu poderia me afogar.


Restos de um naufrágio. 

63
Reblog

Se hoje sou garoa, algum dia fui a tormenta que te revirou.


– ♔ Romantismos.  

3
Reblog

Você merece tanta felicidade, sabe? Merece ir dormir na tranquilidade e acordar com um sorriso porque está vivendo a melhor época da sua vida. Você merece pessoas verdadeiras, amigos mais próximos e gente desinteressada. Você merece leveza na alma e paz no espírito. Você merece tudo isso de verdade e rezo por você todas as noites, rezo para que tudo isso aconteça logo.


Cartas Para Julieta.   

Não gosto quando alguém diz que tenho que fazer isso ou aquilo. Eu sei o que precisa ser feito, eu tenho o domínio da minha vida, eu sei o que aceito e o que não me desce pela garganta de forma alguma. Eu, eu, eu. Isso mesmo. De vez em quando a gente precisa se posicionar, encarar os fatos de frente e fazer um raio-x criterioso do que se passa lá dentro. É que ninguém enxerga o nosso avesso.


Clarissa Corrêa.  

Questiono sobre as verdades que serram os meus olhos, que acetificam as minhas manhãs e tardam as minhas noites, amor, que é este tal amor que muitos vendem como a verdade mais absoluta do ser humano, que é este tal sentimento que arrefece o peito como uma droga alucinógena ou como um transe adrenalístico, então me descubro ao redescobrir todo o ceticismo atarracado aos meus olhos, não posso ver, não posso tocar, por que deveria eu acreditar neste sentimento que muitos vendem sem sequer ter uma dose para provar. Acabo por notar que sempre amei algo, desde os meus brinquedos quando criança, até as sensações que tinha e não tenho mais, sou cético? Sim, mas mesmo no ceticismo sinto que amo, por que não vejo. Desacredito em muitas coisas, mas o sinto. Esta é a prova mais real do irreal, a mente acredita no que o corpo anseia.


Alêh Lima.

liriados disse:
ta vivo?

mais ou menos

0
Reblog

Vem fácil,vai fácil. É assim que você vive.


– Grenade, Bruno Mars

Nem o céu azul,
tão pouco o mar calmo
acompanhado pelo pôr do sol
conseguem ser tão lindos quanto seus olhos,
seus doces olhos castanhos.


Azuelar. 

Que Deus me proteja de gente má, cruel, invejosa. Mas, principalmente, de gente sem graça, sem sal, sem veneno, sem beleza e sem loucura.


Tati Bernardi.